FANDOM


As UMEIs (Unidades Municipais de Educação Infantil) começaram a ser instauradas em Belo Horizonte no ano de 201o, atendendo um anseio da população: o ensino infantil integral e gratuito. Este projeto acabou por colocar Belo Horizonte como referência nacional em relação ao ensino infantil, a pré-alfabetização.

Umeiss

As UMEIs contam com playgrounds bem montados, que auxiliam a coordenação motora, a prática de exercícios físicos e a imaginação da criança

É importante a inserção das crianças ao ambiente escolar antes mesmo da fase em que aprender a ler e a escrever, porque já foi comprovado pela medicina neurológica que as crianças que são instigadas a pensar, a se descobrir, a conviver com outras crianças têm seu desenvolvimento acelerado, e os aprendizados dessa fase da infância duram para a vida toda. Além disso, as UMEIs são muito importantes pois oferecem alimentação de qualidade, noções de higiene pessoal e tratamento adequado à crianças que, se estivessem em casa, poderiam na companhia de alguém sem preparo para atender suas necessidades, uma vez que muitas mães trabalham e precisam deixar os filhos em casa com tios, avós ou irmãos, nem sempre em condições de cuidar das crianças com devida atenção. 

Por serem escolas infantis de muita qualidade, as UMEIs são disputadas até mesmo por pais de classe média alta, que teriam condições de pagar para os filhos uma escola particular. 

Umeisss

Nas UMEIs, as crianças podem socializar e criar amizades

Estes pais alegam que as unidades são tão boas quanto as escolas de rede privada, sendo até melhores em alguns aspectos, como a alimentação - já que o cardápio é montado por nutricionistas, e não inclui chips, frituras ou refrigerantes-, e também incentiva o respeito às diferenças, por haver crianças de variadas classes e etnias dentro de uma mesma sala de aula.

Para reduzir o déficit de vagas, a prefeitura promete outras 133 unidades até 2016, o que incluirá mais 14.000 crianças à rede municipal. Outro problema que assola as UMEIs é a ocorrência de greves, porque além de as crianças perderam aulas, muitas vezes não têm com quem ficar em casa, como já foi anteriormente mencionado

Lembrando que o futuro da humanidade está nas mãos desses pequenos apendizes, por isso o governo deve investir nessa área( não esquecendo dos jovens).

no final de 2013 Com a conclusão de 17 novos prédios, a Prefeitura de Belo Horizonte promete disponibilizar mais 7.380 vagas em 2014. Mas, apesar da ampliação, o próprio governo admite que a demanda ainda será maior que a capacidade de atendimento. “Ainda não vamos conseguir atender esse déficit histórico na educação infantil”, afirma Mayrce Terezinha Freitas, gerente de Coordenação da Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação.

De acordo com ela, Belo Horizonte tem 71 unidades em funcionamento, número que passará para 89 no ano que vem. Mas, esse crescimento ainda se mostra insuficiente, uma vez que a lista de espera por uma vaga em Umeis chega a ter 17 mil nomes. Mayrce lembra que essa fila não representa o número exato de crianças sem escola, uma vez que o mesmo candidato pode ser inscrito em diferentes vagas. Mas, ainda assim, ela aponta para a urgência de maiores investimentos na educação infantil. “Essas crianças foram negligenciadas ao longo da história e agora estamos correndo atrás do prejuízo. Não é um caso específico de Belo Horizonte e a prova disso é que a obrigatoriedade de universalizar a educação para 4 e 5 anos tem prazo até 2016. Quer dizer que não é rápido assim, todos os municípios terão que se organizar”, defende a gerente. De acordo com ela, a educação infantil é prioridade para o governo da capital, mas há muitas questões que atrapalham a rapidez do processo. “Para se construir uma Umei é preciso localizar um lote em lugar adequado, desapropriar, fazer uma investigação para ver se está de acordo com as exigências ambientais e vários outros fatores”, diz. Segundo a gerente, a previsão é que a cidade complete 153 Umeis ainda nesta gestão.

As inscrições podem ser feitas em qualquer unidade da cidade. Os pais devem levar certidão de nascimento da criança, cartão de vacina atualizado ou cartão do centro de saúde, número de inscrição social, identidade, comprovante de residência ou do trabalho dos pais, caso a Umei de interesse fique próxima a esse local.

A qualificação do educador também é uma preocupação do do Conselho Municipal de Educação, segundo explica a coordenadora da Câmara de Educação Infantil, Márcia Paulino Geisel Martins. Ela lembra que a democratização do acesso à educação tem que acontecer, mas o governo não pode deixar de observar a qualidade com a qual é feita esse processo. “Essa ampliação deve ser realizada a partir de princípios e critérios construídos ao longo da história da Educação Infantil e que foram transformados em parâmetros legais a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e das Resoluções e Pareceres dos Conselhos Nacional e Municipal de Educação”, destaca.

Umeis-bh-pbh


Entre esses princípios está a formação de, no mínimo, nível médio dos educadores; infraestrutura que possibilite atendimento de qualidade; espaço físico que garanta o trabalho, além de uma proposta pedagógica que reconheça os direitos das crianças em suas diferenças individuas e soc

iais e que tenham como eixos norteadores as interações e brincadeiras. “Consideramos que cabe ao Conselho

Municipal de Educação zelar pela qualidade deste atendimento e ao Poder Público propor ações e soluções para viabilizar uma ampliação de vagas qualificando o atendimento”, conclui.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória