FANDOM


O ensino médio traz consigo um caos para o governo, tanto no Brasil quanto no resto do mundo. Afinal, qual é a forma adequada de preparar um jovem para a vida? Não temos em nenhum outro país sucesso nesta resposta. Por aqui, as estatísticas comprovam a árdua realidade da nossa educação secundária: queda significativa de matrículas do fundamental para o médio, assim como ao longo do curso e no fim poucos formandos realmente capacitados. De 2012 para 2013 houve uma queda de 0,7% nas matrículas, o equivalente a 1,5 milhões de jovens. 

Em Minas Gerais, observamos que apenas 37,7% dos jovens entre 15 e 19 anos estão matriculados no ensino médio regular. Outro problema que se tornou constante na educação mineira é a grande retenção de alunos no ensino fundamental, o que de certa forma contribui para a evasão escolar chegado o ensino médio.

Hoje já são trabalhadas várias "soluções" para o 2º grau, como o Reinventando o Ensino Médio (projeto em vigor pela Secretaria de Estado de Educação de MG) e o Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio (projeto proposto pelo MEC).

Reinventando o Ensino Médio

Trata-se de uma reforma curricular baseada no acréscimo de disciplinas de cunho empregatício, sem defasagem das demais. O projeto começou em 2012, com 11 escolas pilotos, no ano seguinte 122 implantaram-o e neste ano o Reinventando foi universalizado. 

As escolas em conjunto com a comunidade devem escolher 3 entre as 10 áreas de empregabilidade ofertadas pela SEE, para que sejam estudadas na instituição. As áreas ofertadas são: comunicação aplicada, estudos avançados - ciências, gestão e empreendedorismo, turismo, saúde familiar e coletiva, estudos avançados - linguagens, meio ambiente e recursos naturais, tecnologia da informação, estudos avançados - humanidades e artes, desenvolvimento agrícola e sustentabilidade.

Os turnos diurnos e noturnos terão sua carga horária ampliada para 3.000 horas (ensino médio ao todo), de modo que no diurmo as aulas adicionais ocorrerão em um 6º horário, enquanto no noturno as 500 horas adicionais serão viabializadas através de atividades extraclasses (elaboração de projetos, por exemplo).
Universalização do Reinventando o Ensino Médio - Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica-001:21:07

Universalização do Reinventando o Ensino Médio - Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica-0

Cerimônia de universalização do Reinventando o Ensino Médio

Conversando com alunas de três escolas que contam com o Reinventando desde o início do ano, é possível perceber que, apesar de sair do papel, o projeto tem grandes falhas, como a má preparação dos profissionais, a desorganização escolar, a falta de estrutura do ambiente escolar para as aulas práticas e também a falta de interesse de alunos. Das três instituições, apenas uma conseguiu implantar o Reinventando adequadamente.

Pacto  Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio
O MEC propõe a formação continuada dos professores associada a uma reforma curricular com a organização das 13 disciplinas obrigatórias em áreas de conhecimento. É importante ressaltar que "essa concepção curricular não elimina o ensino de conteúdos específicos, mas considera que os mesmos devem fazer parte de um processo global com várias dimensões articuladas". O novo currículo seria baseado na estrutura do ENEM.
Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio34:03

Pacto Nacional Pelo Fortalecimento do Ensino Médio

Pronunciamento do ministro Aloízio Mercadante sobre o Pacto

Seguindo o cronograma , a primeira etapa do Pacto é a formação continuada dos professores e ocorre ao longo de 2014. Quanto à reforma curricular, fica explícito que a mesma não será implantada tão cedo, uma vez que não existe licenciatura em ciências humanas, por exemplo, ao invés disso, temos profissionais especializados em história, geografia, sociologia e filosofia. Até capacitarmos todos os professores serão necessários pelo menos quatro anos.

São vários os debates que caracterizam o projeto como algo negativo ou algo positivo. Olhando o lado negativo da nova disposição de currículo, cito abaixo um trecho retirado do blog de Luis Nassif :

 "Entendemos que a intenção da proposta é concretizar a organização das diferentes disciplinas em áreas. As palavras de ordem são interdisciplinaridade e contextualização. Essas ideias sugerem uma mudança na abordagem, o que certamente é interessante, evitando que os conteúdos sejam tratados de forma estanque, geralmente sem conexão entre si e entre as disciplinas. Há que se preservar, diante de uma proposta interdisciplinar, os diferentes olhares disciplinares para um mesmo fato científico. Pode parecer antagônico, mas a necessária interdisciplinaridade deve ser no sentido de valorizar e articular as contribuições particularidades de cada campo científico para o desenvolvimento da ciência, como um corpo orgânico e multidisciplinar. Certamente uma abordagem interdisciplinar não será alcançada apenas com uma mudança no programa curricular ou nos textos didáticos."

 Os presidentes das SBF (Sociedade Brasileira de Física) e SBQ (Sociedade Brasileira de Química) também se manifestaram em carta/nota alegando que a proposta representa um retrocesso histórico e sucateia a ciência.

Currículo atual

A grade curricular do ensino médio regular no Brasil, tanto para a rede pública, quanto para a particular, é caracterizada por cerca de 13 disciplinas obrigatórias cujos livros didáticos são enormes, cheios de conteúdos que dificilmente serão trabalhados com o devido aprofundamento até o fim do ano letivo. As matérias então são vistas vagamente e desconexas, dando a falsa sensação de que são coisas distantes do nosso dia-a-dia. Frequentemente, observamos que o ensino é voltado apenas para o sucesso no ENEM, se perguntar aos vestibulandos algo sobre o conteúdo um mês depois da prova, dificilmente estes lembrarão a resposta, o que prova que não há preparação para a vida, só para ingressar no ensino superior. Deve-se ressaltar que assim como ocorre do ensino fundamental para o médio, também há uma queda significativa de matrículas no superior. 

A partir dessa característica é possível ver uma divergência quanto ao papel do ENEM: uma prova que visa a avaliação de conhecimentos complexos de 13 matérias, nos adere a uma instituição de ensino superior, aonde cursaremos algo que dificilmente exigirá de nós o tal conhecimento avaliado pela prova. Se não vamos usar, para quê aprender? Digo isso não quanto a aprender o básico, mas a aprender o que está contido naqueles livros imensos, com intenção de aprofundar a matéria, mas que também mal são compreendidos pelos alunos, só decorados. 

Acredito que uma boa reforma curricular deveria reduzir os conteúdos de cada disciplina, mantendo-os no básico, mas com qualidade. A escola deveria ofertar outras disciplinas próprias ao aprofundamento, opcionais aos alunos de acordo com o que os mesmos pretendem cursar na faculdade. O ENEM, com as devidas alterações, poderia ser usado para a emissão do certificado de ensino médio, garantido que todos saíssem das escolas sabendo ao menos o básico, mas jamais deveria servir para a ingressão no ensino superior. As universidades deveriam realizar um prova mais específica para cada curso, estas seriam realizadas com o conhecimento adquirido nas disciplinas extra-curriculares que os alunos teriam estudado, garantindo assim a excelência do aluno que entra na faculdade.


FONTES:

Novo currículo de Ensino Médio poderá ser inspirado no ENEM . Acesso em: 11 abr. 2014.

CNE aprova mudanças no ensino médio .  Acesso em: 11 abr. 2014.

MEC publica resoluções com diretrizes curriculares para o ensino médio.  Acesso em: 11 abr. 2014.

O Gargalo do ensino médio. Acesso em: 12 abr. 2014.

Ensino médio está em grave crise . Acesso em: 12 abr. 2014.

Reinventando o Ensino Médio - Catálogo. Acesso em: 12 abr. 2014.

Reinventando o Ensino Médio - Caderno de Orientações. Acesso em: 12 abr. 2014.

UFG - Seminário discute o fortalecimento do Ensino Médio. Acesso em: 13 abr. 2014. 

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória