FANDOM


Aisp4
Foram inauguradas nesta terça-feira (24) as sedes da 25ª e da 23ª Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisps), localizadas nos bairros Eldorado (rua Senegal, 226), em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), e bairro Ouro Preto (rua Jordânia, 313),na região da Pampulha. Agora, as comunidades dessas regiões já podem se sentir mais seguras. Ambas as construções seguiram um projeto padrão, feito exclusivamente para abrigar as unidades operacionais. A obra da 25ª Aisp custou R$ 3.631.315,86 e da 23ª Aisp R$ 3.502.749,85, realizadas com recursos estaduais e acompanhadas pelo Departamento Estadual de Obras Públicas (Deop)

A unidade predial do bairro Eldorado passou a sediar a 26ª Cia. da Polícia Militar, sob responsabilidade do major Sílvio Antônio Leite, com efetivo de 127 militares, e a 2ª Delegacia dePolícia Civil de Contagem, sob o comando do delegado Henrique Otávio Ribeiro Pantuzo, com efetivo de 12 policiais civis. Sua área de atuação abrange cinco bairros. Já a Aisp Ouro Preto sedia a 17ª Cia. de PM e o 3º Departamento de Polícia Civil, cujos responsáveis são o major Francisco José Pereira e o delegado Hélcio Sá Bernardes. O quadro de pessoal é formado por 143 policiais militares e 24 civis. Ela atenderá 14 bairros e quatro aglomerados urbanos. 

Aisp5

Integração


A integração entre as polícias militar e civil é uma iniciativa do Governo de Minas, que proporciona uma ação mais assertiva das corporações, tanto no que se refere ao policiamento ostensivo quanto às estratégias de prevenção. O cidadão terá respostas mais eficazes em termos de segurança pública, uma vez que as informações serão compartilhadas entre as polícias. Isso possibilitará, entre outras ações, a realização das operações conjuntas, contribuindo para a redução dos indicadores de criminalidade. 

O secretário de Estado de Defesa Social, Maurício Campos, presente às duas solenidades, disse ser “testemunha presencial e privilegiada de uma história que se realiza com ações que vão muito a

lém da urgência e da fugacidade”. Para ele, o processo de integração pode ser traduzido pela palavra solidariedade, através do mútuo apoio das corporações. “O Sistema de Defesa social está amadurecido, traduzido por uma visão policial que não se esgota nas funções do dia a dia, mas que vai além, criando um paradigma diverso, que prioriza a soma de esforços para o alcance da tão almejada paz social. E isso se reflete em um cidadão mineiro cada vez mais confiante no papel das polícias”, declarou. 

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Renato Vieira de Souza, a inauguração das duas Aisps faz parte da construção de um marco histórico. ”Isso simboliza uma política pública verdadeiramente preocupada com o cidadão, graças ao processo de integração, que é fundamental e essencial. Esses prédios não são somente espaços planejados, mas um arrojado processo que estabelece sinergia entre o trabalho das polícias”, ressaltou. 

O chefe da Polícia Civil do Estado, delegado-geral Marco Antônio Monteiro de Castro, lembrou o início do processo de integração, em 2003, e todos os avanços que já aconteceram até hoje. “Sempre é preciso entenderemos o passado para compreendermos o presente”, enfatizou. “E me dá grande satis

fação ver inaugurados esses dois prédios, que testemunham o sucesso desse esforço, no qual a Polícia Civil faz parte, juntamente com a Polícia Militar. Um trabalho que nos dá incentivo ao vermos, cada vez mais reduzidos, os índices de criminalidade”. 

Participaram da solenidade de inauguração da 25ª Aisp, no Eldorado, além do secretário de Defesa Social, do comandante da Polícia Militar e do Chefe da Polícia Civil, a prefeita municipal de Contagem, Marília Campos, o deputado estadual Ademir Lucas, a secretária-adjunta de Defesa Social, Soraia Ghader, o diretor-geral do Deop, João Fleury, entre outros. Na inauguração da 23ª Aisp, no bairro Ouro P

Aisp3

reto, estiveram presentes o subsecretário de Inovação e Logística da Seds, Cássio Soares, o secretário municipal de Segurança Pública e Patrimonial de Belo Horizonte, coronel Gendempsey Bicalho Cruz, e representantes da comunidade, com desta

que para as crianças da creche “Oásis da Esperança”, localizada em imóvel em frente à Aisp. 

Sobre as Aisps

A gestão integrada por meio de uma Aisp parte do pressuposto de que um problema local precisa de uma gestão local para ser mais bem solucionado, pois considera as especificidades socioeconômicas e culturais de cada área. Dessa forma, o foco da Aisp é a comunidade. Por isso, as ações policiais devem ter um cunho participativo, com o objetivo de reduzir o medo do crime e de satisfazer a comunidade local, melhorando a qualidade de vida nos locais abrangidos. 

Assim, a Aisp, ao estabelecer a correta inserção organizacional das unidades policiais militares e civis em cada espaço territorial/comunitário, prestigia o cidadão e, ao mesmo tempo, o profissional de segurança pública, gerando uma potencialização dos resultados das ações contra os fenômenos da criminalidade e da violência. 

As áreas integradas seguem a metodologia da Integração da Gestão em Segurança Pública (Igesp), que prevê ações conjuntas das polícias, com metas para combater a criminalidade a partir de dados detalhados sobre a ocorrência como local, horário, perfil do autor e reincidência. Em Minas Gerais, 307 municípios já estarão com a metodologia Igesp implantada até o final do ano.                             Crédito Fotos: José Carlos Paiva - Secom/MG    Fonte

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória